Construa memórias afetivas na Páscoa

A Páscoa está próxima e com ela diversas memórias que ficarão para sempre marcada na vida das crianças: a procissão na sexta-feira santa (para os católicos), as brincadeiras especiais no domingo e o chocolate ou outro presente que os pais queiram dar.

Os festivais cristãos  celebrados nas escolas Waldorf possuem um significado especial para as crianças porque os ajudam a criar uma orientação no tempo. Enquanto os adultos vivem no passado ou antecipando o futuro, as crianças vivem imersas no presente e os festivais ao longo do ano marcam a passagem do tempo.

E para criar memórias felizes, que ficarão para sempre em suas lembranças, trago a sugestão de duas atividades para serem feitas com seus filhos.

A primeira delas é a elaboração de um coelhinho de lã, feito a partir de um quadrado de tricô. Super fácil e lindo. Ele pode facilmente substituir o chocolate ou fazer parte de uma brincadeira de caça aos ovos.

Primeiramente, você faz uma quadrado de lã, que pode ser em ponto meia ou tricô. Em seguida, trace um triângulo na metade do quadrado. Coloque um pouco de enchimento no centro da forma e puxe a linha, para que ela possa franzir o quadrado de lã. Você verá que a cabeça e as orelhas do coelho já se formarão. Com a mesma linha, feche o quadrado de lã, formando o corpinho. Antes de costurá-lo totalmente, coloque enchimento. O melhor é que o enchimento seja de lã ou algodão, para que a criança tenha a sensação do material verdadeiro. Faça um pompom de lã e costure no corpinho do coelho.

Até eu, que tenho pouquíssima familiaridade com tricô, consegui fazer. O coelhinho da minha filha foi feito durante uma oficina dada na escola e será entregue em uma caçada ao coelho, que será feita um dia depois da Páscoa lá na escola.

Abaixo eu coloquei um tutorial, com imagens retiradas do postris.com, já que minhas fotos não ficaram muito boas.

 

coelhinho de trico.jpg

Outra atividade que as crianças adoram é a caça ao chocolate (ou coelhinho de lã). Essa brincadeira ficará muito mais divertida se for acompanhada da história do verdadeiro coelho da Páscoa, um conto russo, que divido com vocês:

Era uma vez um pai coelho de Páscoa e uma mãe coelha de Páscoa que tinham sete filhos. Ao aproximar-se a época da Páscoa, eles resolveram testar os coelhinhos para ver qual deles era o verdadeiro “coelho de Páscoa”.

A mãe pegou uma cesta com sete ovos e pediu para que cada filho escolhesse um para esconder.

O mais velho pegou o ovo dourado e saiu correndo por campos e montes até chegar ao portão da escola, mas deu então um salto tão grande e tão apressado que caiu de mau jeito quebrando o ovo. Esse não era o verdadeiro coelho de Páscoa.

O segundo escolheu o ovo prateado e pôs-se a caminho. Ao passar pelos campos encontrou a raposa. Esta queria comer o ovo e pediu-o ao Coelho. Ele não lhe quis dar. A raposa prometeu-lhe então uma moeda de ouro, conseguindo assim que o coelho a seguisse até sua toca. Chegando lá, a raposa escondeu o ovo e, com cara feia, mostrou os dentes como se quisesse comer o assustado coelhinho que saiu correndo o mais que pôde. Esse também não era o coelho de Páscoa.

O terceiro escolheu o ovo vermelho e pôs-se a caminho. Ao atravessar o campo encontrou-se com outro coelho e pensou: “Ainda tenho muito tempo. Vou lutar um pouco com ele”. Os dois coelhos lutaram e rolaram tanto pelo chão que amassaram o ovo. Também esse não era o verdadeiro coelho de Páscoa.

O quarto pegou o ovo verde e pôs-se a caminho. Quando passava pela floresta ouviu o chamado da Pega (1) que, pousada no galho de uma árvore, gritava: “Cuidado! A raposa vem vindo!”. O coelho assustado olhou à sua volta procurando um lugar para esconder o ovo.

– “Dá-me o ovo que eu o esconderei em meu ninho”, disse a Pega. O coelho deu-lhe o ovo mas, percebendo que não havia raposa alguma quis o ovo de volta. A Pega respondeu maldosamente: ”O ovo está muito bem guardado no meu ninho. Vem buscá-lo se quiseres”. Esse também não era o verdadeiro coelho de Páscoa.

O próximo escolheu o ovo cinzento. Quando ia andando pelo caminho chegou a um riacho. Ao passar pela ponte viu-se espelhado nas águas. Ficou tão encantado com sua própria imagem que se descuidou do ovo indo este se espatifar numa pedra. Esse também não era o coelho de Páscoa.

O outro coelhinho escolheu o ovo de chocolate e pôs-se a caminho. Encontrou-se com o esquilo que lhe pediu para dar uma lambida no ovo. – “Mas este ovo é para as crianças”, disse o coelho.

O esquilo insistiu tanto que o coelho deixou que ele desse uma lambida no ovo. O esquilo achou-o tão gostoso que o coelhinho resolveu dar também uma lambidinha. Lambida vai, lambida vem, os dois acabaram comendo o ovo. Esse também não era o coelho de Páscoa.

Chegou então a vez do mais jovem. Ele escolheu o ovo azul. Quando passou pelo campo, veio-lhe ao encontro a raposa, mas o coelho não entrou na conversa dela e continuou o seu caminho. Mais adiante encontrou o outro coelhinho que queria lutar com ele, mas ele não parou. Continuou caminhando até chegar à floresta. Ouviu os gritos da pega – “Cuidado! A raposa vem vindo!”. O coelho não se deixou enganar e continuou seu caminho. Chegou então ao riacho e cuidadosamente atravessou a ponte sem olhar para sua imagem refletida na água. Encontrou-se mais adiante com o esquilo mas não lhe permitiu lamber o ovo, pois este era para as crianças.

Chegou assim até o portão da escola. Deu um salto nem curto nem longo demais, chegando ao outro lado sem danificar o ovo. Procurou um esconderijo adequado no jardim da escola onde guardou cuidadosamente o ovo. Esse era o verdadeiro “Coelho de Páscoa”!*

(1) Ave que vive na Europa e que leva objetos cintilantes para seu ninho

*Fonte: Festas Cristãs

E você, tem alguma tradição diferente? Conte pra gente.
 

 

Anúncios

Autor: Raquel Vitorino

Sou jornalista, consultora em comunicação e mãe apaixonada pela pedagogia Waldorf. Quero compartilhar nesse espaço minhas descobertas e aprendizados sobre criar um filho seguindo os preceitos de Rudolf Steiner.

4 comentários em “Construa memórias afetivas na Páscoa”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s